Mythological Athena


E sem perceber o Olimpo ruiu
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Teste para deus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Deméter
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
avatar

Mensagens : 64
Data de inscrição : 04/08/2012
Idade : 22
Localização : Nem o FBI sabe

Ficha de Personagem
Vida:
150/150  (150/150)
Energia:
150/150  (150/150)
Arsenal:

MensagemAssunto: Teste para deus   Qua Abr 10, 2013 6:43 pm

Off

Nome:
Idade:
A quanto tempo joga rpg?
Como nos encontrou?
Forma de contato:
Sobre o ON

Nome do deus:
O que sabe sobre ele? (sem wiki)
Por que quer ser ele?
Como se comportaria no cargo?
Testando o Mod

Imagine a seguinte situação: Dois player estão fazendo a maior baixaria no chat e todos os que estão presentes começam a entrar na briga, só há você de mod/adm para controlar...Como faria isso?
Narração

Narre uma luta entre você e outro deus, ou então uma luta entre um filho seu.
Presente

Crie 5 presentes de reclamação, sendo três deles opcionais e um obrigatório.


Deméter
Deusa das estações e da agricultura

@thanks
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mythologicalathena.forumeiros.com
Allen W. Heather
Não reclamado
Não reclamado
avatar

Mensagens : 2
Data de inscrição : 16/04/2013
Idade : 20
Localização : Atrás de você

MensagemAssunto: Re: Teste para deus   Ter Abr 16, 2013 9:06 am




Lord da Guerra


Off

Nome: Bruno Matheus

Idade: 15

A quanto tempo joga rpg?: Um ano e meio

Como nos encontrou?: Sugestão de Amigo

Forma de contato: MP, sinal de fumaça e skype ( Passo por MP)

Sobre o ON

Nome do deus: Ares

O que sabe sobre ele?: Ares é o lord da guerra sangrenta filho de Zeus, era o deus de maior influencia em Roma e o deus mais respeitado em Esparta. Dizem que todos os guerreiros que morreram em derrota no campo de batalha e ofereceram suas almas ao deus são servos eternos dele, obrigados a servir a ele e aos seus filhos. Ares também é conhecido por ser tornar um inimigo temeroso ao ser enfurecer, causando medo até mesmo em outros deuses com sua fúria.


Por que quer ser ele?: Sempre admirei o deus da guerra e considero que apesar de muitos os questionarem por usar de força bruta, esquecem o quão necessária ela é na guerra, pois mesmo uma estratégia digna de Athena, não é nada sem alguma força, inclusive se a força for a força de Ares.

Como se comportaria no cargo?: Não agiria de forma esnobe ( Como vi em outros Ares em outros fóruns) e sempre estaria presentes, ajudando os semideuses e os advertindo conforme o necessário, além de ajudar o fórum da melhor forma possível, com novas ideias ou simplesmente segurando as pontas.

Testando o Mod

Iria advertir a todos presentes que aquele comportamento era inaceitável e que caso não parassem iriam levar kick do fórum como advertência, caso continuassem novamente avisaria sobre o comportamento ser inaceitável uma segunda vez e avisaria que depois do terceiro kick, o usuário responsável pela briga, ou aquele que continuou com ela mesmo quando os outros pararam iria ser banido por 2 dias do chat.

Narração


A noite estava linda no mundo mortal e eu até poderia sentir pena do tolo deus que ousou me desafiar para uma batalha, mas a minha fúria me impedia de sentir tal coisa pelo meu oponente. A única coisa que eu sentia era a vontade de quebrá-lo ao meio e fazê-lo lembrar por que eu sou chamado de deus da guerra sangrenta e o por que eu não devo ser desafiado.

Sorri cinicamente ao sentir a presença do deus se aproximar do nosso campo de batalha, uma arena antiga e abandonada em um canto esquecido do país, um lugar onde ninguém iria notar nossa briga e a destruição que faríamos ali. Observei a espada do deus por um momento e reconheci imediatamente a quem era pertencia, pelo visto um dos meus filhos resolvera desafiar o pai, uma grande tolice em minha opinião.

— Então foste tu que me desafiou, querido filho? - Perguntei com sarcasmo olhando Phobos diante a mim, sua face como sempre tranquila e seus olhos como sempre, transmitindo um medo incapaz de me afetar, não depois de tantas guerras, tantas mortes e tanto gritos de horror que eu vi e ouvi nas guerras em que soldados ofereciam a mim a honra da vitoria e suas almas como pagamento pela derrota.

— Pai - Pronunciou Phobos me tirando das minhas lembranças e me fazendo olhar novamente para ele, desgosto e raiva percorrendo o meu sangue enquanto observava o deus se posicionar para a batalha diante a mim. Acenei uma fez com a cabeça e com um movimento rápido saquei minha espada e apliquei um golpe lateral em direção ao ombro do deus. Antes que a minha espada atingisse o alvo meu filho moveu sua espada com certa agilidade impedindo o golpe de o acertar e sendo emburrado para trás graças a minha força, não dando tempo para o deus conseguir se recuperar chuto seu joelho o fazendo cair de joelhos perante mim e rio, uma risada sem humor nenhum.

— Ora meu filho, tu já fostes melhor nisso, vamos, não me desafiou com esse nível de habilidade, desafiou? - Falei olhando para ele de cima e rindo de forma cruel. Antes que eu percebesse o deus usou da areia em seus pés a jogando em meus olhos e me deixando momentaneamente cego, o que me fez recuar esfregando os olhos com uma mão e mantendo o cabo da espada firme na outra mão. Sinto um corte ser feito no meu braço esquerdo e logo depois na minha perna direita, com o intuito de me deixar mais lento. Senti uma onda de medo cobrir meu corpo, provavelmente por influencia dos poderes de Phobos, mas antes que eu pudesse ser realmente afetado pelo medo o ódio e minha fúria tomaram conta, abri os olhos ainda lagrimejando e olhei para o deus que agora estava afastado, tomando uma posição defensiva e me olhando com um sorriso presunçoso. Ignorando a dor em minha perna e em meus braços, assim como meus olhos que ainda ardiam olhei para meu filho, todo o meu ódio direcionado a ele.

— Agora vamos lutar a sério – Declarei simplesmente enquanto via o rosto de meu filho empalidecer enquanto ele segurava mais firmemente o cabo de sua espada. E então eu avancei.

Ignorando a dor apliquei um golpe lateral em direção ao ombro do deus que se defendeu com dificuldade erguendo a espada de forma desajeitada, continuei aplicando golpes atrás de golpes, usando a minha espada como a extensão de meu braço enquanto meu filho começava a ser cansar defendendo meus poderosos golpes com sua espada, a diferença de força ficando obvia enquanto mais golpes meus atravessavam a frágil defesa de meu filho e o feriam em diversos graus. Em um determinado momento não suportando mais o peso de sua espada e nem dos meus golpes a defesa dele rompeu completamente enquanto minha espada cortava sua camiseta e seu peito fazendo seu sangue imortal ser derramado na areia enquanto ele caia de joelhos exausto pela batalha.
— Agora se lembra quem és seu pai? Sou o deus da guerra sangrenta, participei e vi mais guerras do que você possa imaginar, saiba que da próxima vez que me desafiar, irei lhe mostrar minha verdadeira face - Anunciei com ódio em minha voz enquanto chutava o rosto de meu filho com violência o fazendo cair de cara na areia e fui embora, deixado que ele lembrasse da luta e temesse a mim, tanto como pai como o deus da guerra que eu era.

Presente

Obrigatório:
Lança de Sangue: Uma lança feita da mistura de bronze celestial e ferro estigio banhada no sangue dos inimigos já derrotados de Ares. A lança possui a habilidade de absorver o sangue derramado nela e se tornar cada vez mais afiada e adquirir um tom avermelhado em sua lamina. Quando a lamina se torna totalmente vermelha o filho do deus da guerra pode usar de seu próprio sangue ( Perdendo 15 hp) misturado com o do oponente para atirar uma esfera de sangue cristalizado (Envenenado) que ao acertar o oponente o paralisa por alguns segundos.

Opcionais:

Escudo da Violência: Um escudo de bronze celestial que possui em seu centro uma cabeça de javali com olhos vermelhos feitos de rubi. O oponente ao olhar nos olhos do javali é preso em uma ilusão de que se encontra no meio de uma guerra, sofrendo a dor e ódio de todos os guerreiros dessa guerra e podendo ser levado a loucura ( Dura 1 turno)


Espada do ódio: Uma espada feita de sangue cristalizado tão resistente quando bronze celestial e com o cabo feito de bronze celestial com uma cabeça de javali esculpida na ponta. A espada possui o dom de usar o ódio do filho do deus e do oponente que ele enfrenta para criar um tipo de veneno, que ao tocar na pele do oponente causa alucinações breves dele morrendo perante as mãos do filho do deus da guerra.
Machado Duplo: Um machado com duas laminas, uma feita de bronze celestial e outra de ferro estigio, tendo seu cabo composto de uma mistura das duas, é incrivelmente pesado nas mãos de outras pessoas que não o filho de Ares e possui a capacidade de aumentar e diminuir de tamanho conforme a vontade do dono, podendo mudar de até dois metros de seu tamanho original.

Presa de Javali: Uma presa completamente vermelha que possui a habilidade de ao ser enterrada no chão convocar um javali para auxiliar o dono ( Dura um turno, demorando três turnos para voltar para o filho do deus e podendo ser usado somente duas vezes por treino e missão.)


clumsy @ SA!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zeus
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
avatar

Mensagens : 15
Data de inscrição : 08/04/2013

Ficha de Personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Energia:
0/0  (0/0)
Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Teste para deus   Ter Abr 16, 2013 11:52 am

Minha Avaliação:

POR QUE QUER SER ELE?: Você está vendo o ponto errado ele não é o deus da Força em si, deve ser visto como o deus da guerra selvagem, apenas a raiva e a coragem postas em uso durante a guerra.

Teste de MOD: Sem Kick na primeira, de uma advertência e tente ouvir os dois lados, apos isso é kick do chat, caso cause problemas novamente fale com os adm's para se tomar uma decisão.

Presentes: Obrigatório: o Ferro Estígio é dos filhos de Hades.
Opcional 1: Está bom mais confuso.
Opcional 2: Tem duas armas ai?
Opcional 3: Usar duas vezes? isso se enquadra em pet's não em seres sumonaveis


Zeus (para os íntimos Zezé)
• O Senhor Dos Raios| Rei dos Deuses | Marido de Hera•
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dionisio
Não reclamado
Não reclamado


Mensagens : 1
Data de inscrição : 18/04/2013

MensagemAssunto: Re: Teste para deus   Qui Abr 18, 2013 9:37 pm





Off

Nome:Arthur
Idade:17
A quanto tempo joga rpg? 6 anos
Como nos encontrou?Pesquisando pela forumeiros
Forma de contato: Skype:Denis.arthur5
Sobre o ON

Nome do deus:Dionísio

O que sabe sobre ele?

era a que mais aproximava dos homens. Teve um nascimento milagroso, com efeito, morrendo-lhe a mãe antes que tivesse o necessário desenvolvimento, foi recolhido pelo pai (Zeus) que o costurou numa de suas coxas e aí o conservou até que o garoto pudesse enfrentar a vida, era muito cultuado, perfeito legislador e amante da paz. Ao tornar-se adulto, apaixona-se pela cultura da vinha e descobre a arte de extrair o suco da fruta e seu uso e também foi o 13 Deus do Olimpo.

Por que quer ser ele?

Por ser o Deus mais calmo do Olimpo e ter grande afinidade com o videiras, que é uma arma que também gosto bastante. Acho que a personalidade dele seja um pouco parecida com a minha sendo bem humorado e jovial e de fácil interpretação para mim.

Como se comportaria no cargo?
Ajudaria a inovar presentes e poderes dos rpg pois sou bastante criativo, criaria vários concursos no acampamento meio-sangue, ajudaria nas guerras contra os Titãs e criaria poderes para filhos de deuses que ainda não tem aqui.

Testando o Mod

Imagine a seguinte situação: Primeiramente um aviso verbal aos dois e um clear para acabar com a discussão, pedindo que resolvessem em MP's. Em caso de insistência, um kick para quem continuasse e caso continuasse ainda assim, um novo kick e um banimento na terceira tentativa.

Narração

Narre uma luta entre você e outro deus, ou então uma luta entre um filho seu.
Presente

Era de madrugada quando os meus sonhos perturbados começaram. Já fazia tanto tempo que eu não tinha paz a noite... Mais o.k, aquilo era necessário. Em um desses sonhos, e para o meu susto, recebi a visita de Héstia pedindo ajuda a min.

- Meu caro Dionísio, você foi a mais apropriado para o caso que encontrei, afinal eles são seus filhos... Espere que a próxima noite chegue e faça uma visita á sala da lareira, assim eu te mandarei para lá. Leve o que quiser levar, será uma luta difícil mesmo eles sendo semi-deuses são seus melhores filhos. – Disse e depois sumiu. Depois daquilo eu não consegui dormir mais. O Resto do dia foi estranho.

Eu já estava vestindo minha armadura do Espaço-Tempo. A espada de Campe e a do Tempo iam às bainhas nas minhas costas, formando um ‘X’. Eu calçava meu all-star alado, usava meus dois colares, meus dois anéis, meu bracelete e minha pulseira. Eu não sabia o que esperar mais queria estar totalmente preparada. Na minha mochila ia o resto dos meus itens.

Ao cair da noite eu já estava indo para o Templo de Héstia. A lareira brilhava intensamente e antes mesmo que eu pensasse em olhar para trás, eu já estava em uma cidade movimentada. Não muito longe dali eu ouvia o som de tropas. Pessoas marchando e correndo com velocidade me dirigi à origem do som.

- Meus Deuses. – Sussurrei. Eram mais de quarenta guerreiros armados com espadas e escudos, todos eles eram meus filhos... Suspirei uma vez e olhei para os lados. Eles tinham escolhido um bom local para se preparem. Longe de tudo e de todos. Fiz meu anel se tornar o arco e, tirando da mochila uma flecha de luz, mirei no meio de todos. Puxando o cordel e depois o soltando, ela saiu na velocidade da luz. O guerreiro foi acertado na armadura e caiu desmaiado.

Alguns segundos depois tudo explodiu em brilho. Os homens gritaram indignados por estarem cegos e eu parti para o ataque.

Tirando as duas espadas das bainhas, as agitei juntas. Bem, os próximos momentos aconteceram como um borrão.

Eu acertava o punho da espada na cabeça do guerreiro, deixando-o atordoado e depois enfiava um soco em seu peito, fazendo ele ficar caído rapidamente. Eu parecia um animal enquanto os nocauteava. Minha armadura estava suja de terra e por mais que isso não me alegrasse, eles eram agressivos e precisavam ser detidos.

- Eu estou voltando a ver! – Gritou um homem que já apontava para mim. Ele pegou a espada e o escudo e veio em minha direção, tentando me atacar, mais, por favor, aquilo não era nada. Desviei seu golpe com a espada do tempo e em um giro, cortei com a da Campe em sua bochecha. Não deu tempo para ele defender com o escudo. O chutei para trás. Em pouco segundo ele estaria morto rendido.

Olhei em volta. Se eu fosse matar um por um assim seria complicado e então uma ideia se formou em minha mente. Todo o tempo desacelerou. Eles pararam no ar no meio do ataque. Um por um eu fui enterrando o meu soco em seu estomago. meu punho agora estava vermelho. Suspirei quando todos estavam caídos e depois olhei para as minhas mãos. Eu não queria fazer aquilo de novo e eu não poderia deixar aqueles garotos ali.

- Limpeza. – Um buraco negro se formou e os meus filhos começaram a ser sugados para outra dimensão, bem como tudo os que lhe pertencia. Guardei as espadas na bainha e abaixei a cabeça. Cansava ficar tanto tempo socando. Quando a levantei de novo, Héstia estava parada diante de mim.

Sorri e ela estendeu a mão, para eu pegar acho. Não hesitei eu me sentia bem perto dela, como se estivesse com minha mãe. Quando pisquei, já estava novamente no acampamento.


Crie 5 presentes de reclamação, sendo três deles opcionais e um obrigatório.

♫ Flauta Magica.
Quando o som começa a tocar raizes de videira saem do chão para segurar o oponente [OBS:só funcionam se tiver alguma plantação de videiras por perto].

♫ Sabre de Vidro.
Espada curvada, média, que canaliza os poderes do usuário. O vidro pode ser moldado e afiado, e é muito cortante. Se transforma em anel.

♫ Bastão de Madeira.
Muito útil pra combates corpo-a-corpo, foi usado por Dionísio pra pegar uvas no alto. Assim, tem poderes mágicos e deixa seu usuário mais ágil.

♫ Braceletes de Ferro.
Quando ativados, envolvem todo o braço do usuário e o deixam brutalmente forte, quase um animal.

♫Tirso de Ouro .
Com videiras em volta, pode criar trepadeiras. Gasta 10 de energia.

[/color][/font]

Thanks, Lollipop @ Sugaravatars
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Érebo
Deus Primordial
Deus Primordial
avatar

Mensagens : 14
Data de inscrição : 15/04/2013
Idade : 23
Localização : Olhe atras de vc -q'

Ficha de Personagem
Vida:
150/150  (150/150)
Energia:
150/150  (150/150)
Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Teste para deus   Sab Abr 27, 2013 10:04 am

Aceito - Bem Vindo.!


Deus Primordial # Sexy # Primeira Linhagem Harper
Deus Sombras Érebo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Teste para deus   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Teste para deus
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Teste para Servos de Aeromodelismo
» Alguem tem um projetinho simples para teste de controle
» NA MINHA ANGUSTIA EU CLAMEI AO MEU DEUS E ELE ME OUVIU.
» Teste para descobrir transistores falsos (2sa1943, 2sc5200)
» Teste de Cristal Oscilador

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mythological Athena :: Fichas de Personagem :: Testes-
Ir para: